O Festival de Música e Dança na Letônia

O Festival Nacional de Música e Dança na Letônia – ou Latvian Song and Dance Festival – é um evento realizado a cada 5 anos reunindo grupos de dança e música de todo o país, cuja primeira edição foi realizada em 1873.

Festival Nacional de Música e Dança. Riga, Letônia.

Festival Nacional de Música e Dança. Riga, Letônia.

Além de reunir em Riga, a capital da Letônia, grupos folclóricos de todas as partes do país; o festival proporciona à cidade um clima de celebração das tradições nacionais e regionais letãs. Além disso, tem sido um importante instrumento de manutenção da identidade nacional letã desde a sua primeira edição, sobretudo durante o período em que o país foi ocupado pelo regime soviético.

Logo na minha chegada a Riga, senti a atmosfera deste festival ao ver ensaios e apresentações por toda a parte antiga da cidade. Ônibus e grupos vestindo diferentes trajes e cantando diferentes canções em dialetos locais.

O mais marcante, contudo, foi no dia seguinte, exatamente na data de apresentação do festival. Fui muito sortudo ao conseguir um ingresso através de uma amiga minha, visto que na entrada do festival havia pessoas se oferecendo para comprar ingressos, em vez dos tradicionais cambistas.

Apesar de não entender o conteúdo das músicas, foi impossível não se contagiar pela vibração dos participantes do evento e dos maestros que esbanjavam energia. Mais que recomendo a ida a este festival! Mas atenção, o próximo é só em 2018!

Anúncios

Sarajevo: um pedaço do Império turco-otomano nos Bálcãs

O império turco-otomano esteve presente nos Bálcãs por um bom bocado de tempo (não pesquisei exatamente quanto). De qualquer forma, é visível ao viajar por esta região os vestígios da influência turca na arquitetura, na comida, na música; até no consumo de narguilé.

Vista da parte antiga de Sarajevo

Vista da parte antiga de Sarajevo

Dentre todos os lugares que visitei até agora nos Bálcãs, Sarajevo é onde as marcas turco-otomanas são mais evidentes. A presença de mesquitas por todas as esquinas e o uso de véu pelas mulheres (o higab) dão uma cara especial a Sarajevo.

Cercada de montanhas, a cidade é acolhedora, as pessoas são simpáticas e receptivas – nem de longe lembra que o país viveu tristes momentos de guerra há alguns anos atrás.

Quanto às marcas da guerra, ainda é possível ver pela cidade prédios com furos de balas nas paredes; os vestígios ainda persistem…

Mas voltando ao assunto, Sarajevo é ponto obrigatório para quem passar pelo Leste Europeu. Além de acolhedora, é uma bela cidade com uma rica história, fácil de se locomover, e ainda por cima, muito barata. Foi marcante ver ao andar pela cidade, sobretudo na parte central, ver cristãos e muçulmanos compartilhando os mesmos espaços.

  1. O que experimentar?
  • Cevap: originário de Sarajevo, o cevap é um tipo de carne de hamburger assada na grellha acompanhada de pão e cebola. Em nenhum outro lugar você vai ver cevap com a mesma qualidade!

    Cevap: carne assada, pão e cebola

    Cevap: carne assada, pão e cebola

  • Café turco: para quem não gosta do café turco por ser forte, vale experimentar o café turco na Bósnia, que costuma ser doce.
  • Burek: folheado de carne ou de espinafre, típico dos bálcãs. Foi o melhor que já comi!

    Burek: folheado de carne ou espinafre

    Burek: folheado de carne ou espinafre

  • Cerveja Sarajevsko: típica da cidade, pode ser encontrada nos mercados a preços baratos!

2. Dica

  • A vista de Sarajevo de cima é sensacional! E opções para isto não faltam!
  • Não deixe de comer numa pekara, um misto de padaria e fast food a preços baratos, bem comum nos países balcânicos